Últimas Notícias

3ª Etapa Campeonato Brasileiro de Endurance 2018

3ª Etapa Campeonato Brasileiro de Endurance 2018

Foram três horas de corrida de muitas ultrapassagens, boas disputas e troca de posições da largada até a quadriculada, onde 28 carros alinharam no grid da terceira etapa da Endurance Brasil, neste sábado (21/07) de sol e muito frio no Autódromo de Tarumã, no Rio Grande do Sul. Pole nas duas primeiras etapas da temporada o AJR #88 sempre se credenciava a vitória e dessa vez ela veio, com o trio formado por Carlos Kray, David Muffato e Julio Campos.

O primeiro stint da corrida foi dominado pelo pole position o AJR #65 de Nilson e José Ribeiro, mas com uma intervenção do safety car as posições foram mudando e os GT3 acabaram revezando a liderança da prova, onde tanto a Mercedes AMG GT3 #09, de Xandy e Xandinho Negrão, quanto a Lamborghini Huracán #19, dos líderes do campeonato Daniel Serra e Chico Longo, ocuparam a primeira posição e promoveram momentos de muita emoção durante toda a prova. O AJR #65 finalizou a etapa com uma sólida sexta colocação, com apenas duas corridas.Correndo por fora o AJR #88 vinha fazendo uma ótima prova com regularidade nos primeiros stints, tanto de Kray, quanto de Muffato e já dava indícios que seria uma grande ameaça no final da prova e foi o que aconteceu. O estreante Julio Campos assumiu o comando do carro emplacou as melhores voltas e deu uma volta no segundo colocado, a Mercedes AMG GT3 #09, para conquistar a segunda vitória do modelo criado por Juliano Moro e fabricado pela Metalmoro.

Já o fim de semana da Equipe Fibralex/GTA Racing, do Tornado #03, definitivamente não foi dos melhores. Pintura nova carro alinhado.

Na sexta-feira durante os treinos livres alguns problemas elétricos, o alternador mesmo tendo sido mandado pra revisão não estava funcionando 100% com isso o motor não apresentava o rendimento esperado. Após alguns contatos conseguimos um alternador novo que foi trocado para o treino classificatório.

A troca surtiu efeito e o carro voltou a apresentar o seu rendimento normal, porém aquém dos adversários que eram muito fortes, só conseguimos o 22º lugar no geral e 7º na categoria P2.

Mesmo assim no sábado fomos pra corrida confiantes pois o carro estava alinhado e em uma prova de 3 horas nossa meta era resistir até o final sabendo que os adversários sempre encontram problemas.

Quis o destino que nossos planos não encontrassem êxito pois na 15ª volta uma quebra no suporte do pedal do freio nos tirasse da corrida de maneira violenta. O carro saiu da pista e veio a chocar-se na barreira de pneus em uma das curvas do autódromo com uma velocidade considerável causando danos de grande monta no mesmo, por sorte o piloto Cali nada sofreu.Estávamos na liderança do campeonato brasileiro, com essa quebra caímos na tabela mas ainda temos chance e agora é focar na próxima etapa em SP no dia 1º de Setembro.

« Voltar

Parceiros

Destaques

Cédula Desportiva CBA
(Cédula Desportiva CBA)

Vídeo em destaque

Filiado a:

Confederação Brasileira de AutomobilismoFederação Gaúcha de Automobilismo